19 julho 2011

.: SUPLEMENTO :.

PERDIDO

Desolado e sozinho
Na longa noite do lado
Onde a burma baixa e a neblina esfria,
O assovio de um barco
Chama e chora ao largo
Como um menino perdido
Em lágrimas e lástimas
Busca o abrigo de um peito
E o refúgio de uns olhos.

                Carl Sandburg, tradução de Tonico Mercador


NOVIDADES

Para um novo começo do blog decidi colocar uma nova sessão [pra quem não entendeu ainda temos a sessão VERSO SOLTO, que são pequenos versos de só quatro linhas comumente].
Essa deve conter poemas de outros autores, todos vindo do jornal literário SUPLEMENTO... logo esse será o nome da sessão. Espero que gostem da novidade.

Vocês devem ter reparado que gastei um bom tempo fazendo um novo logo e fundo para o blog, espero que as minhas fotos pessoais sejam de agrado de todos. Essas fotos representam quase tudo que me inspirou nessas poesias, toda essa vivencia com pessoas maravilhosas me deram muita força pra continuar.

Nem sempre escrever é fácil... as vezes a vida me surpreende e me tira por algum tempo o desejo de combinar as palavras. Nesse período da faculdade passei por isso de uma forma com a qual não soube administrar e por isso parei com o blog por um tempo.

Bom, agora aqui estou eu de volta de onde nunca devia ter me afastado...