01 agosto 2011

INSÔNIA

O céu estrelado de adesivos no teto de meu quarto me faz companhia nas longas noites de tortura. Horas e horas passam dentro de casa minuto... a noite sabe ser longa como mais ninguém.
O casulo de meu coberto não me serve para tantas metamorfoses que sofro durante a noite, enquanto reflito, reflito, reflito.
No espelho da minha vida assistida, decido, desisto, insisto e não chego a nada.
E por aqui continua minha grande companhia de noites de frio... Insônia.
Gustavo Brito

Nenhum comentário:

Postar um comentário