31 dezembro 2010

RECEITA DE ANO NOVO

Para você ganhar belíssimo Ano Novo
cor do arco-íris, ou da cor da sua paz,
Ano Novo sem comparação com todo o tempo já vivido
(mal vivido talvez ou sem sentido)
para você ganhar um ano
não apenas pintado de novo, remendado às carreiras,
mas novo nas sementinhas do vir-a-ser;
novo
até no coração das coisas menos percebidas
(a começar pelo seu interior)
novo, espontâneo, que de tão perfeito nem se nota,
mas com ele se come, se passeia,
se ama, se compreende, se trabalha,
você não precisa beber champanha ou qualquer outra birita,
não precisa expedir nem receber mensagens
(planta recebe mensagens?
passa telegramas?)


Não precisa
fazer lista de boas intenções
para arquivá-las na gaveta.
Não precisa chorar arrependido
pelas besteiras consumidas
nem parvamente acreditar
que por decreto de esperança
a partir de janeiro as coisas mudem
e seja tudo claridade, recompensa,
justiça entre os homens e as nações,
liberdade com cheiro e gosto de pão matinal,
direitos respeitados, começando
pelo direito augusto de viver.


Para ganhar um Ano Novo
que mereça este nome,
você, meu caro, tem de merecê-lo,
tem de fazê-lo novo, eu sei que não é fácil,
mas tente, experimente, consciente.
É dentro de você que o Ano Novo
cochila e espera desde sempre.
Drummond



FELIZ ANO NOVO A TODOS

NUVENS

As vezes, muito de vez em quando, me pego pensando em coisas tão estranhas que até me envergonho.

Outrora pensava que nós, humanos, vemos nuvens como nuvens, mas será que as nuvens se veem como pessoas e a nós, humanos, como nuvens?

Faria muito sentido a mim as nuvens terem suas próprias vidas, pensamentos e emoções. E destas emoções nascessem as chuvas, tempestades e os dias de céu limpo. E não seriamos nós meros mascotes que sofrem que sofrem pelas emoções destas nuvens?

Estas nuvens-pessoas teriam uma vida intensa e curta já que mudam tão rápido e desaparecem dos céus. E afinal, não seria eu também uma nuvem-pessoa?

Penso eu, que quem inventou o avião não queria saber de voar, mas sim, de saber ser nuvem. E as nuvens, talvez, também queiram saber como é ser gente e por isso descem, formando as neblinas.

Nuvem por nuvem, fico com as nuvens de meus pensamentos-sonhos...




[inspirados nos pensamentos de José Rivas Mercury, grande amigo e divididor de estranhesas]

29 dezembro 2010

RECOMEÇAR

Não importa onde você parou...
em que momento da vida você cansou...
o que importa é que sempre é possível e
necessário "Recomeçar".

Recomeçar é dar uma nova chance a si mesmo...
é renovar as esperanças na vida e o mais importante...
acreditar em você de novo.

Sofreu muito nesse período?
foi aprendizado...

Chorou muito?
foi limpeza da alma...

Ficou com raiva das pessoas?
foi para perdoá-las um dia...

Sentiu-se só por diversas vezes?
é porque fechaste a porta até para os anjos...

Acreditou que tudo estava perdido?
era o início da tua melhora...

Pois é...agora é hora de reiniciar...de pensar na luz...
de encontrar prazer nas coisas simples de novo.

Que tal
Um corte de cabelo arrojado...diferente?
Um novo curso...ou aquele velho desejo de aprender a
pintar...desenhar...dominar o computador...
ou qualquer outra coisa...

Olha quanto desafio...
quanta coisa nova nesse mundão de meu Deus te
esperando.

Tá se sentindo sozinho?
besteira...tem tanta gente que você afastou com o
seu "período de isolamento"...
tem tanta gente esperando apenas um sorriso teu
para "chegar" perto de você.

Quando nos trancamos na tristeza...
nem nós mesmos nos suportamos...
ficamos horríveis...
o mal humor vai comendo nosso fígado...
até a boca fica amarga.

Recomeçar...
hoje é um bom dia para começar novos
desafios.

Onde você quer chegar?
ir alto...sonhe alto... queira o
melhor do melhor... queira coisas boas para a vida...
pensando assim trazemos prá nós aquilo que desejamos...
se pensamos pequeno...
coisas pequenas teremos...

já se desejarmos fortemente o melhor e principalmente
lutarmos pelo melhor...
o melhor vai se instalar na nossa vida.
E é hoje o dia da faxina mental...
joga fora tudo que te prende ao passado... ao mundinho
de coisas tristes...

fotos...peças de roupa, papel de bala...ingressos de
cinema, bilhetes de viagens...
e toda aquela tranqueira que guardamos
quando nos julgamos apaixonados...
jogue tudo fora... mas principalmente...
esvazie seu coração... fique pronto para a vida...
para um novo amor...

Lembre-se somos apaixonáveis...
somos sempre capazes de amar muitas e muitas vezes...
afinal de contas...
Nós somos o "Amor"...
Drummond


25 dezembro 2010

NATAL

24 de Dezembro, me arrumo para a ceia de Natal. Família reunida, casas enfeitadas, fartura de comida.

Enquanto as pessoas admiram as luzes dos enfeites de Natal, eu admiro as luzes do morro que vejo pela varanda. É uma árvore de vida humana, que transpira a verdadeira alegria, banhada pela luz dos postes, formando a mais bela árvore de Natal.

Como se não fosse bastante, onde a luz do morro termina a do céu começa. A noite estrelada faz da paisagem uma cortina de luz que se perde na imensidão dos sentimentos.

Nunca achei esse tal espírito do Natal, mas acho que compreendo um pouquinho do que é o espírito da vida, refletida nessa cortina de luz.

Foto de Gustavo Vara

24 dezembro 2010

VOTOS

Desejo primeiro que você ame,
E que amando, também seja amado.
E que se não for, seja breve em esquecer.
E que esquecendo, não guarde mágoa.
Desejo, pois, que não seja assim,
Mas se for, saiba ser sem desesperar.


Desejo também que tenha amigos,
Que mesmo maus e inconseqüentes,
Sejam corajosos e fiéis,
E que pelo menos num deles
Você possa confiar sem duvidar.
E porque a vida é assim.


Desejo ainda que você tenha inimigos.
Nem muitos, nem poucos,
Mas na medida exata para que, algumas vezes,
Você se interpele a respeito
De suas próprias certezas.
E que entre eles, haja pelo menos um que seja justo,
Para que você não se sinta demasiado seguro.


Desejo depois que você seja útil,
Mas não insubstituível.
E que nos maus momentos,
Quando não restar mais nada,
Essa utilidade seja suficiente para manter você de pé.


Desejo ainda que você seja tolerante,
Não com os que erram pouco, porque isso é fácil,
Mas com os que erram muito e irremediavelmente,
E que fazendo bom uso dessa tolerância,
Você sirva de exemplo aos outros.


Desejo que você, sendo jovem,
Não amadureça depressa demais,
E que sendo maduro, não insista em rejuvenescer
E que sendo velho, não se dedique ao desespero.
Porque cada idade tem o seu prazer e a sua dor
e é preciso deixar que eles escorram por entre nós.


Desejo por sinal que você seja triste,
Não o ano todo, mas apenas um dia.
Mas que nesse dia descubra
Que o riso diário é bom,
O riso habitual é insosso e o riso constante é insano.


Desejo que você descubra,
Com o máximo de urgência,
Acima e a respeito de tudo, que existem oprimidos,
Injustiçados e infelizes, e que estão à sua volta.


Desejo ainda que você afague um gato,
Alimente um cuco e ouça o joão-de-barro
Erguer triunfante o seu canto matinal
Porque, assim, você se sentirá bem por nada.


Desejo também que você plante uma semente,
Por mais minúscula que seja,
E acompanhe o seu crescimento,
Para que você saiba de quantas
Muitas vidas é feita uma árvore.


Desejo, outrossim, que você tenha dinheiro,
Porque é preciso ser prático.
E que pelo menos uma vez por ano
Coloque um pouco dele
Na sua frente e diga "Isso é meu",
Só para que fique bem claro quem é o dono de quem.


Desejo também que nenhum de seus afetos morra,
Por ele e por você,
Mas que se morrer, você possa chorar
Sem se lamentar e sofrer sem se culpar.


Desejo por fim que você sendo homem,
Tenha uma boa mulher,
E que sendo mulher,
Tenha um bom homem
E que se amem hoje, amanhã e nos dias seguintes,
E quando estiverem exaustos e sorridentes,
Ainda haja amor para recomeçar.


E se tudo isso acontecer,
Não tenho mais nada a te desejar.
Sérgio Jockymann


22 dezembro 2010

DESCULPAS

Esse final de período foi bem corrido, e como se não fosse o suficiente as mil e uma trapalhadas que ocorreram, um dos meninos da república que eu moro desligou a internet sem perguntar aos demais até que data ficariam.


O ultimo post que escrevi na verdade foi 'PERDAS', porém o escrevi quando estava meio alterado por sentimentos pessoais e achei melhor deletar. Um amigo meu me disse que leu este post e me agradeceu, dizendo que o ajudou muito. Bom, queria poder repostar, porém eu escrevi direto no blog e deletei, acho que não há como recupera-lo.


Agora já de férias e com internet vou aproveitar pra postar e escrever o quanto puder, quero começar a escrever alguns pequenos contos, acho que é forma diferente das que tenho usado para expressar outros sentimentos.


Desculpa a todos os leitores que ficaram sem novidades no blog.


Boas Festas!


01 dezembro 2010

NESSE MOMENTO

Quero poder entender
Quais são os motivos para que esteja assim?
Por que não é possível entender?
Qual a razão de tanta melancolia?


Será que é possível que seja entendido?
Ou talvez toda essa confusão seja o que realmente é!
Mas alguém é somente confusão?
Ou também é certeza?


Eis a questão que perturba aquele que escreve.
São tantas questões que já não há resposta que satisfaça.
Apenas questões, perguntas e confusões...
Somente são lembrados os velhos motivos.


Esquecer ou simplesmente não tem no que
buscar motivação! Aquilo que tem muitas vezes
não é o suficiente...
Fica a procura daquilo que supra tal necessidade!


Perguntas, perguntas, perguntas...
Só existe essa forma de pensar?
Mas até aqui somente perguntas...
Chega! Quando é que isso muda, se é que mudará?


Não é verdade que as pessoas são feitas só de questões
e que a certeza nem sempre faz parte de alguém?
Mas então por que as perguntas deixam o ser tão
duvidoso, confuso e insatisfeito?


Veja como são as coisas...
Um vazio de pensamento.
Uma enorme e grandiosa necessidade de atenção!
Seria egoísmo ou necessidade?


São tantas perguntas e nenhuma resposta...
Não que seja satisfatório ficar sem nada,
Mas tudo o que é preciso é dizer, sem medo!
Mas ainda tenho perguntas, perguntas, perguntas...
Anna Cecília Trolesi


[esse poema é de uma grande amiga minha, Anna Cecília, estudamos juntos e compartilhamos o gosto por poesias]

27 novembro 2010

A VERDADEIRA SACANAGEM

Juro que não compreendo quem acha que sair pelo mundo tendo relações com quantos ou quantas puder é bom. De certo são pessoas que nunca tiveram um sentimento correspondido e não sabem que beijos sem sentimento não tem sabor, nem mesmo o sexo tem o mesmo prazer sem o querer bem do parceiro.

É como disse Tom Jobim:
"Sabe o que é melhor que ser bandalho ou galinha? Amar. O amor é a verdadeira sacanagem."

Só o amor sabe dar fogo a relação... é em suas chamas que amantes queimam seu pudor em eternos momentos de prazer. Não eterno pelo casal ficar unido para sempre, mas eterno pela marcas deixadas para o resto da vida destes amantes, nas lembranças ardentes que nunca perdem seu calor.

É amigo, se você acredita mesmo que perder-se de boca em boca pelo mundo vale a pena, meus pesares. Quem sabe um dia você não encontre aquele pessoa que te faça sentir o que é impossível de se explicar... aquela sensação do beijo que guarda o tempo, do toque que guarda a alma, do olhar que guarda a verdade, e do sexo que guarda a vida.




22 novembro 2010

'TENHO ESCRITO MENOS E VIVIDO MAIS'

'Tenho escrito menos. E vivido um pouco mais. A literatura de meus dias perdeu o caráter de microconto, por isso não mais os tantos posts. Virou romance que não mais se capitula em poucos parágrafos. Muitas vezes abandonei em branco o texto, pois olhava, míope, para dentro de mim e nada via senão o nebuloso vulto da ulceração que ainda gritava em vermelho. Precisava encontrar um caminho para a superfície, mas no fundo daquele poço encontrei um par de lentes."
Lucas Silveira

Queria não só indicar o blog do cantor Lucas Silveira, 'O Romance Está em Apuros', mas também, queria usar deste trecho do texto 'Tenho Escrito Menos' para explicar, melhor do que eu poderia faze-lo, a minha sensação atua, de estar desfrutando mais das coisas e por isso tendo menos tempo para escrever.

16 novembro 2010

SEDUÇÃO

[...] Ao abrir a porta, viu seus soldados no chão, machucados.
Ao olhar para frente, e ver quem causou tal desastre, um relâmpago demorado deixou branco todo o céu por alguns segundos. Avistou Samantha; lá estava ela, com um pequeno corte da espada de um dos soldados, seu vestido estava no chão.
Duque a olhava. Ela usando apenas aquela fina túnica, que havia aderido ao seu corpo por causa da chuva que a molhara. Samantha tinha sobre si um belo par de olhos que avaliava... Para Duque chegava a ser doloroso o desejo que sentiu naquele instante por aquele corpo, ali se encontravam nádegas bem torneadas, capazes muito bem de acomodar o corpo de homem em um ato de amor. Os seios firmes, convidativos ao toque. Tudo isso coberto por uma pele tão branca como porcelana. Seus lábios levemente inchados tremiam por causa do frio que tomava conta de seu corpo. Os olhos de um azul tão profundo quanto o  mar, emoldurados por cílios que mais pareciam ser feitos de veludo, encaravam-no com certa raiva contida. As faces se encontravam levemente coradas, que faziam Duque se perguntar, se seria por estar com raiva dele ou era o frio que lhes havia queimado. Ao longo dos ombros, caiam seus cabelos castanhos claros em forma de ondas tão magníficas, que faziam no desejar se afogar nelas.[...]
Autores: Damares, com participação de Mairon.

[um pouco diferente do costumeiro pro Blog, mas esse texto foi feito por dois amigos meus, e resolvi postar, para dar uma diferenciada]

12 novembro 2010

4.000

Ontem, durante a noite, passamos dos 4.000 visitantes. Podem imaginar como me sinto satisfeito com tudo que este blog esta me oferecendo, muitos amigos e conhecidos tem falado que o blog os ajudou de alguma forma.
Esse contato com parte do publico é muito legal, nunca tive essa visão de fazer algo para ser lido, apenas queria me sentir bem, liberando um pouco de minhas palavras tão aprisionadas em minha mente.

Queria muito agradecer a todos os leitores, que me animam a continuar com o blog.
Não nego que seria bom ver mais comentários críticos para saber se quais textos agradam mais e outras coisas.

Muito obrigado a todos!

11 novembro 2010

MELHORE PENSAMENTOS

Como feito anteriormente para as poesias, estão aqui o que eu e algumas pessoas que conheço, listaram como os melhores textos do Blog. Aqui esta o ranking dos cinco melhores:

Fábrica de Humanos

Chuva

Política

Tempo

Sentimentos

Espero que gostem dos textos...

TODA CURA PARA TODO MAL

Trabalhe 8 horas por dia. Durma 8 horas por dia. Cuide de você e divirta-se 8 horas por dia.

Para curar dores de cabeça - escute risos de criança, desabafos de amigos, declarações de pessoas amadas.
Para dor nos olhos - veja os mais belo sorrisos e olhares.
Para curar dor de ouvido - escute menos seus próprios problemas e escute mais palavras de carinho, podem ser as suas para com os outros.
Para dor de dente - não deixe sua língua ser maior que sua boca, saiba o que guardar para você mesmo.
Para emagrecer - desfrute de tudo um pouco, desde os melhores doces até os melhores esportes.
Para curar um coração partido - perca o medo de amar novamente
Para dores no estômago - vomite tudo que lhe faz mal, não carregue nada com você, perdoe sempre e deixe para traz.
Para curar estresse - finja ser criança... dance músicas infantis, veja filmes infantis... um pouco de juventude faz bem.
Para curar febre alta - gaste todo o seu calor em uma bela noite de amor.
Para dores nas pernas - use mais seus braços para trazer quem gosta para perto e uso menos às pernas para fugir dos problemas.
Para deixar sua alma mais leve - chore sem medo, grite quando sentir vontade, ria e faça loucuras na medida do possível.
Para ser feliz - faça do trabalho brincadeira, sempre se divertindo quando der, e não por menos, faça da brincadeira trabalho, sem direito de ser adiado.

Afinal, não existe remédio mais útil a todos os males do que uma vida bem desfrutada.

Clipe da música 'Uh uh uh, lá lá lá, ie ie' da banda Pato Fu

07 novembro 2010

MESMO QUANDO A BOCA CALA

Foi você me olhar de lado
E eu ao lado
Doido para confessar


Mesmo quando a boca cala o corpo quer falar

Esses gestos incompletos, 
Olhos tão repletos
De te desejar

O direito de ir
E vir,
O desejo de ficar

Tudo isso pra dizer
Que eu não sei dizer 
Onde é que isso vai dar

Que eu não mando no querer, 
Aliás, é o querer
Que quer me governar

Hoje eu vivo pra dizer, 
Ou digo pra viver, 
você é meu lugar

Se o amor não nos quiser então azar do amor, 
não soube nos amar...

Vinicius Calderoni

Imagem do compositor da música, Vinicius Calderoni.

[amo essa musica, que no seu pouco diz mais que livros inteiros, espero que gostem]

06 novembro 2010

REVANCHE

, para ser sincero, não sei bem expressar o que quero dizer, mas em todo caso Clarice Lispector em uma versão da série 'Tudo Que É Sólido Pode Derreter' irá me ajudar.

Perdemos a noção que nossa vidas são trechos, temos todo um passado antes e um futuro infinito depois. É fácil entender o porque perdemos essa noção, ora pois, o segundo vivido é muito mais intenso do que as lembranças do que se passou ou as preocupações com os que virão. Assim nós vivemos em um presente constante que esquecemos que não vale mais que o nossa vida como um todo.

Nossas almas se bagunçam pela falta de tempo de arrumamos, pela excesso de informações que bombardeiam em nossas vidas... e sem tempo para nós mesmos, bagunçamos o mundo ao nosso redor, sem conseguir nos arrumarmos por dentro.

É necessário limparmos as gavetas de nossas histórias, a bagunça de nossas vidas, não porque o Ano Novo está chegando ou algo assim, mas sim, por que é necessário nascer e renascer em nós mesmos de tempos em tempos. Como as folhas que caem no outono para nascerem verdes o fortes na primavera.

O fluxo do nosso viver as vezes é mais intenso do que reparamos, o que nos fazia sentido ontem, já parece asneiras hoje. O que era perfeito, torna-se lixo... e o que era distante, agora faz parte do nosso ser. É preciso saber sentir o fluxo, não para segui-lo, mas saber quando se esta nadando a favor ou contra a correnteza:


[o motivo para o texto começar com uma vírgula e acabar com dois ponto é o livro 'Uma Aprendizagem ou O Livro dos Prazeres' de Clarice, da qual tirei inspirações para esse texto]

03 novembro 2010

TEMPO

Muitas vezes não vemos como o tempo vem nos dizer que tudo tem sua hora certa para acontecer. Muito teimamos em querer da nossa forma, na nossa hora, sem imaginar o que nos está esperando.

Não sei se por mal ou bem, mas o tempo pode fazer um simples jovem mais vivido que um idoso... ou fazer-nos uma dor velha tão sofrida como se fosse nova... pode nos deixar na saudade ou trazer pessoas que deixaram saudades, em vida ou memória, não importa.

De certa forma o fluxo do tempo é diferente do nosso, ele faz com que o mundo vire um grande quebra-cabeça... que as vezes se para de montar em uma ponta e vai para  outra, quando se volta, já temos peças novas para continuar a montar nossa história.

Não sei bem onde começa ou acaba isso que chamo de tempo, não sei como medi-lo ou segura-lo... mas sei que tudo tem seu tempo, não por destino, karma, ou algo assim, apenas porque é inevitável.

"Eu vejo o futuro repetir o passado" mas ninguém parece perceber... e o tempo continua seu fluxo suave e ao mesmo tempo devastador... rugas, esquecimento, desmoronamentos, finais.

Imagem da série 'Tudo Que É Sólido Pode Derreter'

26 outubro 2010

CANÇÃO DE OUTONO

Perdoa-me, folha seca,
não posso cuidar de ti.
Vim para amar neste mundo,
e até do amor me perdi.

De que serviu tecer flores
pelas areias do chão,
se havia gente dormindo
sobre o própro coração?

E não pude levantá-la!
Choro pelo que não fiz.
E pela minha fraqueza
é que sou triste e infeliz.
Perdoa-me, folha seca!
Meus olhos sem força estão
velando e rogando áqueles
que não se levantarão...

Tu és a folha de outono
voante pelo jardim.
Deixo-te a minha saudade
- a melhor parte de mim.
Certa de que tudo é vão.
Que tudo é menos que o vento,
menos que as folhas do chão...
Cecília Meireles


[adoro outono, não sei se foi por que nasci neste período do ano... mas esse clima sereno me agrada muito]

21 outubro 2010

SENTIMENTOS

Certos amores, ficam para sempre em nosso peito... mesmo tempos depois, ainda posso sentir a dor e o calor daquele amor.
Em certos momentos não há como disfarçar a vontade de revive-los, mesmo que por um segundo, já valeria a pena. Mas não é necessário, pois sei bem, que foi infinito em seu próprio tempo, e acabou quando deveras... tentar vive-lo em outro tempo, seria corromper o que foi deixado puro, intocado.
É assim que esses amores se mantém vivos em vontade, presentes na saudade, mas mortos na verdade. Porém não há motivos para choros, apenas se forem de alegria, por saber que pude viver algo tão belo... de certa forma me lembra aquele verso:

"E de amar assim muito amiúde
É que um dia em teu corpo de repente
Hei de morrer de amar mais do que pude."
Vinícius de Morais


[tenho escrito alguns textos em prosa para compensar a demora da escrita em poesia, mas acho que estou exagerando um pouco, vou me controlar e trabalhar mais em poesias]

20 outubro 2010

HAIKAI

Na poça da rua,
O vira-lata,
Lambe a lua.

O beija-flor,
Parado no ar,
Brinca de não voar.

[Haikai é um modelo japonês de poesia bem legal, eu gosto muito dessas duas e de uma mais que resolvi não postar. Não sei quais são os autores, fui procurar na internet os principais sites que apareceram não são confiáveis]

17 outubro 2010

CHUVA


Nesta cidade onde o dia não passa... o tempo me ignora, viro brincadeira na mão do destino.
Não há ninguém que eu conheça, ou que eu queria conhecer.... não há nada, para me fazer mudar, seguir, lutar.
Chove lá fora, mas aqui dentro me inundo de nostalgia por sentimentos que nunca senti, e desejos que nunca tive.
O branco das paredes me parecem um sanatório: não sei se sonho ou vivo, nem sei se sou ou se já fui... se ainda tenho pulso, é por mero esquecimento da morte, que deve estar perambulando por outros cantos.
A tristeza me é agoniante: lembrar do gosto de beijos que não posso mais degustar; de conversas e risos que não poderei mais escutar... enquanto perco minha vida neste lugar, o universo continua a mudar.
E é com todas as incertezas possíveis de se ter, que me deito para dormir, para tentar me achar, em qualquer lugar, pois a única certeza que tenho... é que não estou em mim.




[não que eu esteja angustiado... mas a chuva poderia me fazer triste o suficiente para me sentir assim, e um dia me  senti, mas hoje, só tenho alegrias, e a chuva só me parece um chamado natural para que eu vá dormir]

15 outubro 2010

COISAS DE GAVETAS

Queria poder te mostrar os meus sentimentos.
Te obrigar a senti-los também....
Pode não parecer, mas todos os dias penso em você, sinto a sua falta e desejo ouvir a sua voz, estar mais um minuto ao seu lado... e a emoção é tão grande que quando te vejo fico com vergonha, medo.
Não quero que saiba o quanto sou frágil e por isso, ajo de forma indiferente.


[certas coisas guardamos em gavetas talvez para esconder de nós mesmos certos sentimentos escondidos, que não queremos que descubram, mas também não podemos nos desfazer deles... este trecho faz parte de um texto que escrevi a um bom tempo a traz, mas ainda contém uma grande carga emocional para mim.]

10 outubro 2010

SHOWS

Acho que minha vida pessoal não é de muito interesse aos leitores, mas tenho que falar de dois shows que fui recentemente.

FESTIVAL MUSICA DO MUNDO - O festival realizado em Três Pontas, Minas Gerais, reúne cantores de várias gerações da MPB, desde o grande mestre Milton Nascimento, passando por Jorge Vercilo, até Mallu Magalhães.
Em praças e bares, cantores locais e grandes bandas como 14-Bis encantaram o publico com shows de graça, mas a atração principal foi o dia de sábado com mais de 12 horas de show com nomes como Änimä Minas, Tunai, Wagner Tiso e outros nomes já citados. Infelizmente, Gilberto Gil teve intoxicação alimentar e não pode se apresentar.

Mallu Magalhães é uma das minhas cantoras preferidas, além do estilo que mistura MPB e Rock suas letras são muito marcantes. Muitos a criticam por, em seus CD, sua voz ser infantil e com uma pronuncia não muito boa; e é verdade. Em CD sua voz não faz jus ao que a cantora mostra no palco.
No Festival Musica do Mundo, além do mostrar sua linda voz, demonstrou ter boa pronuncia e dominar bem até mesmo o francês cantando Edith Piaf. Tocou violão, gaita... mostrou ser uma artista completa, com musicas que lembram os anos 70, country, e até mostrou uma musica ainda não gravada no ritmo de samba.

FRESNO e NX ZERO - tive a oportunidade de ir no terceiro show do CD Revanche, nesse sábado em Pouso Alegre, Minas Gerais. Depois de abrir os shows do Bon Jovi, em São Paulo e Rio de Janeiro.
Fresno é a minha banda do estilo EMO preferida, sendo seu vocalsita, Lucas Silveira, meu cantor preferido, só competindo com Maria Rita. E em seguida um show da banda Nx Zero do seu CD Sete Chaves.

Foi o primeiro show da Fresno que pude ir, tiveram outros na região, mas a faculdade sempre me atrapalhou. Fiquei surpreso com a banda, que me fez ficar ainda mais fã, pois além de serem muito mais Rock do que previa, eles levantam o publico e tem um carisma envolvente. A banda cantou as musicas do novo CD e algumas do antigo, com direito a versão acústica e outras com mais barulho do que eu poderia me segurar sem ser obrigado a pular levado pelo som.

Eu poderia postar aqui algum vídeo de uma das bandas tocando, mas o principal é que essas bandas tem versões bem diferentes em gravações em estúdio e no palco, sendo assim, qualquer vídeo que não de um show aberto não representaria o que eu quero mostrar.
Por isso vou postar uma foto péssima, mas que não posso deixar de comentar como OTAKU [fã de desenho japonês]. Fiquei supercontente em poder ver ao vivo a tatuagem do Seiya de Pegasus, no antebraço do vocalista Lucas Silveira. Aqui, duas imagens editadas em conjunto para vocês entenderem a tatuagem:




[finalmente o burrinho aqui conseguiu postar imagens do meu pc... era a internet mesmo que estava muito ruim]

06 outubro 2010

POLÍTICA

Na verdade eu odeio profundamente política em todas as suas formas... mas me senti necessitado de comentar certas coisas a respeito, que a sociedade vive todos os dias, mas parece ainda não ter entendido.

Um conceito bem clássico nas eleições de modo democrático como Brasil é que apenas se decide o governante como prefeitos e presidente a partir da maioria dos votos, sendo assim 50% mais um voto.
Desta forma o governante é eleito pelo maioria absoluta, representando a sociedade como um todo... sendo assim, se a sociedade é corrupta o governante eleito obviamente também o será, pois ele é uma representação dessa sociedade.

É uma utopia bianual as pessoas querem políticos com boas formações, honesto e que terão disposição para mudar o rumo da sociedade... pois é minoria na própria sociedade pessoas bem formadas, honetas e que tem disposição para mudar a sociedade.

Mas seria o dever de todos os cidadãos mudar o rumo da sociedade?
Nós alteramos esses rumos em cada ação... todo dia quando alguém da um troco a mais em uma loja e a pessoa devolve ou não, essa pessoa está mudando o rumo dessa sociedade.
Infelizmente as pessoas são movidas pela visão imediata do retorno das suas ações... logo quem recebe um troco maior que o devido, pensa: "se fosse comigo a pessoa não devolveria, logo, eu não vou devolver". É o mesmo que um mendigo que pede esmolar ter que dar esmola.
A crença em que se faz o bem para que o façam de volta é muito forte, e totalmente errada. Deveriam ajudar o próximo por querer ajudar, sem querer nada em troca, sem karmas ou recompensas.

Outro fato que interfere diariamente na sociedade é o mal conhecimento das leis vigentes no Brasil. Não é novidade alguma que a sociedade, em sua maioria, não sabe o que os governantes fazem, mas pior é escutar, tanto na mídia como em conversas sem compromisso, pessoas dizendo: "deveriam haver leis para isso". O código jurídico brasileiro é um dos exemplos mundiais pelo tanto que é completo, porém o cumprimento das leis é de extrema dificuldade: quantas pessoas poem sinto ao se entrar em um carro? Quando vêem um policiam a situação muda, e muitos ainda acreditam não ser obrigado usar sinto no banco traseiro em zona urbana.

O conhecimento das leis interfere diretamente na ação diária da população: ao se ver dinheiro no chão, não há quem não pense "achado não é roubado, quem perdeu não tem cuidado". Porém poucos sabem que achado é roubado, o item é de direito do dono, porém quem achou ao devolver tem direito de 10% do valor do item achado, previsto em lei.
Mas como podemos exigir que a população saiba de seus direitos e deveres quando as pessoas ao cargo de colocar tais leis em vigor nem sequer conhecem estas leis? Policias corruptos ou despreparados parecem ser maioria na sociedade, pensando eles, estarem acima destas leis.

Queria também citar aquela famigerada frase: "Não quero desperdiçar o meu voto". Nenhum voto é desperdiçado, mesmo que o seu candidato não seja eleito ou nem chegue perto, você está manifestando o seu pensamento, os seus desejos para com a sociedade. Se as pessoas tivessem coragem de sonhar e lutar pelo que querem sem pensar como os outros agirão, possivelmente as eleições teriam resultados diferentes.

Não é exagero em dizer que eleição é palhaçada... pois quem muda o destino deste pais é a quantidade e passa bem longe da qualidade. Não tenho nada a reclamar do governo Lula, pelo contrário, agradeço todo dia pois diminuiu claramente a quantidade de crianças pedindo esmolas na rua com o bolsa escola entre muitas outras coisas, e não acredito que isso seja um 'mensalão' para a população de baixa renda, era o necessário para tentar por educação a força dentro dos lares. Mas sim, acho que o Tiririca ser Deputado condiz perfeitamente com a idéia geral da população brasileira... onde tudo vira palhaçada e não se pede preparo algum para que alguém assuma um cargo de responsabilidade.

Não espere governante algum mudar sua vida, ou mesmo o Ano Novo para se fazer promessas para o seu futuro... temos o dia novo, a hora nova, o minuto novo e todos são perfeitos para se mudar, ir em frente, criar coragem para sonhar e mudar seus pensamento... expandir o seu ser, sem medo, sem temer!


22 setembro 2010

PRECONCEITO

De todas as formas de preconceitos que vejo atualmente no meu convívio diário, o preconceito contra homo e bissexuais parece ser o mais gritante.

Antes de qualquer coisa queria lembrar que pessoas com sexualidade fora do chamado 'padrão' existem desde que o mundo é mundo. Muitos tocam no assunto como se fosse algo atual, criado agora, e não lembram de situações históricas, como na época de Alexandre o Grande, em que, para os homens, mulheres eram para se ter filhos e homem para se amar.

Mas, antes de entrar em maiores detalhes, vamos entender porque a sociedade não compreende o amor gay. Vamos imaginar três situações comuns que fazem com que, aos olhos da sociedade, a homossexualidade se torne algo vulgar:
1 - Um casal homossexual diz namorar a 10 anos, os dois beijam outras pessoas, e o namoro deles continua normalmente.
2 - Pessoas que se dizem ter se tornado homossexuais do dia pra noite e querem anunciar para o mundo... dali dois meses diz que não era o que esperava.
3 - Homossexuais escandalosos, que gostam de chamar atenção e causar tumultos desnecessários.
São três situações que ocorrem diariamente e acabam denegrindo a imagem dos homossexuais, fazendo uma caricatura para sociedade de pessoas que estão interessadas em sexo e aparecer, deixando o sentimento destas pessoas em segundo plano.

É necessário entender que a descoberta da sexualidade para essas pessoas não é tão simples. Acostumou-se a usar expressões como 'sair do armário' para definir o momento de aceitação da sua sexualidade, porém não é que a pessoa não queira admitir, somente, ela, muitas vezes, ainda não é homo ou bissexual, apenas tem uma tendência.
Muitos demoram para se entender, se descobrir, e quando percebem tem medo de admitir, não querem fazer a familia sofrer, não querem ir contra a sua crença; mas será que vale a pena se privar de seus sentimentos e desejos?
O amor gay existe, e muitas vezes da certo; segundo pesquisas é mais fácil um homem entender outro homem, assim como uma mulher outra mulher, sendo assim, relações com pessoas do mesmo sexo tem uma tendência a darem mais certo.

O motivo para eu querer escrever essa postagem é uma grande tendência nesse momento a trabalhos com essa temática do preconceito contra gays. Queria citar alguns filmes sobre o tema para ilustrar essa situação, com sites para sinopse dos filmes:
Preciosa [The Precious] - http://omelete.com.br/cinema/critica-preciosa-uma-historia-de-esperanca
De Rependete Califórnia [Shelter] - http://virgula.uol.com.br/ver/noticia/diversao/2009/05/27/205685-de-repente-california-retrata-relacionamento-homossexual-sem-cair-em-cliches-hollywoodianos
Do Começo Ao Fim - http://cinema10.com.br/filme/do-comeco-ao-fim

Aqui está o trailer do filme Do Começo Ao Fim, uma produção nacional ao melhor estilo 'Amelie Poulain' que realmente vale a pena conferir:

21 agosto 2010

BLOGS

Queria indicar dois blogs bem legais para quem curte seguir...

-> Em Du Vida
[http://sempreemduvida.blogspot.com/]

blog de Eduardo C. Mendonça, com ótimas poesias. Um pequeno verso para demonstrar sua arte:

FOI-SE
Vestido para a morte
Procuro vestígios de mim
Não sei se é azar ou se é sorte
Só sei que tudo tem um fim


Eduardo C. Mendonça

-> Poeta Vane Kolyn
[http://poetavane.blogspot.com/]

blog de Vanessa Moiseieff. Além de poesias ela contempla obras de artistas brasileiros comtemporanios e traz várias dicas interessantes sobre cultura. Para simbolizar seu blog eu resolvi postar uma foto de uma exposição que ela participou.




[desculpa galera... meu animo não está dos melhores para escrever no blog... se alguém está seguindo meu blog, só queria avisar que parei de postar pois meus trabalhos estão acabando mesmo e não tenho tempo para escrever outros de forma a manter o blog atualizado]

08 julho 2010

EMO Vs COLORIDOS

Muitos criticam, muitos defendem, toda história tem dois lados, queria mostrar um pouco de cada um dos dois:

-> Em 2006, 2007, não me lembro direito, Simple Plan estourou internacionalmente com um estilo classificado como EMO, algo que diziam ser novo, com franjas compridas, fãs chorando com suas músicas. Tempos depois no Brasil bandas como CPM 22 e NX Zero tornaram oficial as bandas EMO’s nacionais. Ainda mais adiante, após Fresno e outras bandas ganharem espaço com o grande púbico surgiu uma novidade, onde os ditos EMO’s trocaram maquiagem pesada e roupas pretas por roupas super coloridas, de forma tão exagerada a tornar ridículo a forma de se vestir.

-> Nacionalmente a banda Fresno, em 2001, ao tocar em shows com bandas de Hard Core foram classificadas por essas bandas como EMO, algo novo no meio internacional e bem visto pelas outras bandas. Sites como a Wikipédia vão bem além dizendo que o estilo deve existir desde os anos 80.

Quando surgiu ou como não mudam o que se tornou, afinal: por que parece algo tão ruim ser EMO?
Devemos lembrar como estão os jovens de hoje. A cada dia nasce uma nova geração, com maiores cobranças, cada vez mais sedo, uma maior liberdade. Vemos “crianças” de 12 anos beijando na boca e não dão atenção para brinquedos, da mesma forma com que essas mesmas “crianças” já pensam no seu futuro, sabem o que é faculdade e mechem com computador muito bem. Duas realidades que deveriam nos deixar em estado de choque, pois esses indivíduos na verdade já são adolescente mentalmente e perderam parte da sua infância, o que desequilibra todo um ciclo natural, tornando eles mais acessíveis a doenças como o estresse.

O grande problema é que essa juventude que nasce mais madura não tem bagagem para suportar e julgar esse amadurecimento, abraçando com tudo qualquer modinha disponibilizada pela mídia, achando algo extremamente necessário para sua vida fazer parte de modas sem motivo.

Uso de exemplo o vocalista da banda Fresno, Lucas Silveira, que disse em uma entrevista que esse EMO BIZZARO é algo que os próprios membros da banda não gostam. Realmente o EMO se tornou uma caricatura muito forte na sociedade, sem motivos ou qualquer bagagem.

Defendendo o lado dos EMO’s racionais, lembro do BLUES, um estilo musical que a tradução é literalmente DEPRESSÃO, de grande respeito, nascido nos EUA e expressava a tristeza da população negra do país, que viva em condições alarmantes. O BLUES também é muito conhecido por ser pai do ROCK’N ROLL, como o próprio Elvis Presey que também cantava BLUES. Se dizem que os EMO’s são chorões por terem musicas depressivas, o ROCK que tanto critica o EMO não existiria se não fossem músicas depressivas que falavam sobre amor para fugir da dor.

Outro motivo muito citado como um problema nas músicas EMO’s são as letras, sempre românticas e melosas. A maioria das musicas, em todo o planeta, falam sobre romance, pois é a forma mais simples de tocar outros corações, é algo que todos já viveram ou vão viver, uma experiência fácil de encaixar nas experiências de outras pessoas. No palco nacional, queria lembrar de uma música da MPB, chamada “Coração Babão”, eu conheço pela voz da querida Rita Lee: “Corta os pulsos no chuveiro, Escrevo no espelho, I love you você”; no Brasil foi muito relacionado a famosa situação de cortar os pulsos com um ato de pessoas que seguem o estilo EMO, sendo que é a forma mais famosa de tentativa de suicídio e mesmo de sensações de prazer para pessoas com certos problemas psicológicos. Sobre as letras das musicas EMO’s, na verdade não são todas românticas, mas muitas falam sobre amizade, tempo, vida, momentos de dificuldade.

Tem muitas coisas a serem ditas a respeito de todo esse PRECONCEITO ridículo contra os EMO’s, e ao mesmo tempo, muitas outras coisas a se dizer sobre os JOVENS que estão perdidos no mundo, apenas absorvendo o que os é exibido, sem filtrar nada, apenas aceitando e copiando. Mas não deve ser confundido o estilo exagerado das bandas com o dos fãs, afinal, se formos julgar pelas roupas das banda, os reis do EMO seriam: Kiss, Cindy Lauper e James Brown. Se for por falar de amor de forma incessante quase todas as bandas seriam EMO’s.

Mas queria sinceramente dizer que sou fã de RITMO & BLUES (R&B), que é uma das vertentes do BLUES, mais cantada e com guitarras sem chorar... eu considero o EMO estilo Fresno o mais próximo nacionalmente ao estilo. E realmente gosto, não acho infantil ou que as letras deixam a desejar, pelo contrário, encontrei neles o que a muito não via mais em bandas como Capital Inicial, Titãs, Legião Urbana... Então só peço encarecidamente: não fale do que não sabe. Procure entender de onde as coisas vieram, em vez de apenas aceitar o que a mídia exibiu.

Para provar um pouco do que disse, aqui está um vídeo do vocalista da Fresno, em 2001, falando sobre música EMO... repetindo: no ano de 2001!



[queria mesmo que muitos lessem esse texto e comentassem para discutir o assunto que de forma boba tornou-se um dos maiores motivos de bullying da década]

02 julho 2010

TUDO QUE É SÓLIDO PODE DERRETER

O nome pode parecer engraçado a primeira vista, mas é uma ótima série que mistura literatura nacional a vida cotidiana de jovens brasileiros.
Com um toque inspirado naqueles famigerados seriados americanos, a história mistura a vida normal de uma adolescente a um mundo de fantasia dos livros... fazendo a jovem tentar entender as grandes obras da nossa literatura através das suas próprias experiências.

Confesso que de vez em quando a história fica meio boba, como nessa quarta que vi um episódio que para entender o romantismo eles acabam comparando com uma TPM... mas realmente é uma forma bem diferente de tentar retomar uma literatura que está sumindo diante de desgraças como Paulo Coelho e Crepúsculo.

Alguns episódios realmente sabem como extrair o melhor das obras clássicas brasileira com a melhor adaptação possível... foi o caso do poema de Drummond “Quadrilha”, que foi usado para expressar um pouco da cultura nacional das festas juninas e contar uma história de amor nesse contexto... tudo a ver.

O programa passa na REDEMINAS, aqui está um link da programação do canal pra quem quiser curtir o programa, ele passa as quartas e sabados:
http://www.adtv.org.br/cmi/pagina.aspx?42&data=20100630



Imagem do programa TUDO QUE É SÓLIDO PODE DERRETER

[vale a pena conferir, realmente bem divertido e construtivo]

26 junho 2010

DEIXE DE SER QUEM ERA, E SE TRANSFORME EM QUEM É.

"Sempre é preciso saber quando uma etapa chega ao final...
Se insistirmos em permanecer nela mais do que o tempo necessário, perdemos a alegria e o sentido das outras etapas que precisamos viver.
Encerrando ciclos, fechando portas, terminando capítulos. Não importa o nome que damos, o que importa é deixar no passado os momentos da vida que já se acabaram.
Foi despedida do trabalho? Terminou uma relação? Deixou a casa dos pais? Partiu para viver em outro país? A amizade tão longamente cultivada desapareceu sem explicações?
Você pode passar muito tempo se perguntando por que isso aconteceu....
Pode dizer para si mesmo que não dará mais um passo enquanto não entender as razões que levaram certas coisas, que eram tão importantes e sólidas em sua vida, serem subitamente transformadas em pó. Mas tal atitude será um desgaste imenso para todos: seus pais, seus amigos, seus filhos, seus irmãos, todos estarão encerrando capítulos, virando a folha, seguindo adiante, e todos sofrerão ao ver que você está parado.
Ninguém pode estar ao mesmo tempo no presente e no passado, nem mesmo quando tentamos entender as coisas que acontecem conosco.
O que passou não voltará: não podemos ser eternamente meninos, adolescentes tardios, filhos que se sentem culpados ou rancorosos com os pais, amantes que revivem noite e dia uma ligação com quem já foi embora e não tem a menor intenção de voltar.
As coisas passam, e o melhor que fazemos é deixar que elas realmente possam ir embora...
Por isso é tão importante (por mais doloroso que seja!) destruir recordações, mudar de casa, dar muitas coisas para orfanatos, vender ou doar os livros que tem.
Tudo neste mundo visível é uma manifestação do mundo invisível, do que está acontecendo em nosso coração... e o desfazer-se de certas lembranças significa também abrir espaço para que outras tomem o seu lugar.
Deixar ir embora. Soltar. Desprender-se.
Ninguém está jogando nesta vida com cartas marcadas, portanto às vezes ganhamos, e às vezes perdemos.
Não espere que devolvam algo, não espere que reconheçam seu esforço, que descubram seu gênio, que entendam seu amor. Pare de ligar sua televisão emocional e assistir sempre ao mesmo programa, que mostra como você sofreu com determinada perda: isso o estará apenas envenenando, e nada mais.
Não há nada mais perigoso que rompimentos amorosos que não são aceitos, promessas de emprego que não têm data marcada para começar, decisões que sempre são adiadas em nome do "momento ideal".
Antes de começar um capítulo novo, é preciso terminar o antigo: diga a si mesmo que o que passou, jamais voltará!
Lembre-se de que houve uma época em que podia viver sem aquilo, sem aquela pessoa - nada é insubstituível, um hábito não é uma necessidade.
Pode parecer óbvio, pode mesmo ser difícil, mas é muito importante.
Encerrando ciclos. Não por causa do orgulho, por incapacidade, ou por soberba, mas porque simplesmente aquilo já não se encaixa mais na sua vida.
Feche a porta, mude o disco, limpe a casa, sacuda a poeira. Deixe de ser quem era, e se transforme em quem é. Torna-te uma pessoa melhor e assegura-te de que sabes bem quem és tu próprio, antes de conheceres alguém e de esperares que ele veja quem tu és..
E lembra-te:
Tudo o que chega, chega sempre por alguma razão"

Fernando Pessoa


Imagem do desenho The Earth Girl Arjuna

[eu ando muito ocupado nesses dias e não pude postar nada. Mas me lembrei desse texto que um amigo meu gosta muito e eu quis posta-lo pois estou vivendo algo parecido, tento buscar palavras para definir esse momento e quando li o texto vi tudo que se passava em mim, de forma consistente, explicavel]

11 junho 2010

FÁBRICA DE HUMANOS

O dia-a-dia do mundo atual não nos dá tempo para percebemos o óbvio, sempre estamos ocupados demais para refletir sobre alguns assuntos, para dar atenção a quem precisa, para entendermos que outras pessoas tem mais pressa e mais direito do que nós, que o mundo gira e nós vamos junto com ele, querendo ou não.

É fácil ficarmos com dó de animas como frangos que vivem desde de pequenos em propriedades de produção de carne sobre rigorosa dieta, comem dia e noite, para que engordem o mais rápido possível e vão para o abate, sem poder desfrutar um pouco se quer do mundo real.

Não reparamos que fazemos o mesmo. Ficamos presos desde de pequenos em escolas que ensinam a serem robôs e não a pensar, sob ação dia e noite de mídias que não nos deixam ver o mundo como ele é, e não desfrutamos da realidade.

Perguntas simples podem mudar o destino do mundo, mas por que o medo de se fazer tais perguntas? Muitos tem medo de ser diferente numa sociedade tão igual, tão padronizada, onde tudo é classificado: emo/rockeiro/punk, hetero/homo/bi, negro/calcasiano...

Para que classificar? Para ficar mais fácil julgar os outros sem conhecelos?
Para que um professor ensina a matéria para 60 pessoas da mesma forma? Para ficar mais fácil na hora de fazer a prova, mesmo alguns não tendo entendido?
Para que aceitamos tudo e não questionamos? Para a vida ficar mais fácil e não termos que pensar muito?

A vida se esvai, o mundo se destrói, e o medo de mudar, ser diferente, saber pensar, corroe a alma humana aos poucos até não sobrar mais nada além de corpos vazios que perambulam pelo mundo, mandam na sociedade, ensinam, governam, trabalham.



Imagem do filme Eu Robô

ISMÁLIA

Quando Ismália enlouqueceu,
Pôs-se na torre a sonhar...
Viu uma lua no céu,
Viu outra lua no mar.

No sonho em que se perdeu,
Banhou-se toda em luar...
Queria subir ao céu,
Queria descer ao mar...

E, no desvario seu,
Na torre pôs-se a cantar...
Estava perto do céu,
Estava longe do mar...

E como um anjo pendeu
As asas para voar...
Queria a lua do céu,
Queria a lua do mar...

As asas que Deus lhe deu
Ruflaram de par em par...
Sua alma subiu ao céu,
Seu corpo desceu ao mar...

Alphonsus de Guimaraens





[minha poesia preferida: triste mas ao mesmo tempo libertadora]