24 fevereiro 2011

FREEDOM

"Liberdade é uma palavra que o sonho humano alimente, não há ninguém que explique e ninguém que não entenda" Cecília Meireles.

Vejo tantos seres lutando pelo que chamam de liberdade, mas afinal, o que é liberdade?
Caberia muito bem aqui uma definição pronta de dicionários, ou vir com aquele papo de libertinagem. Bom, mas na verdade nada disso me importa, quero trazer o que pra mim seria liberdade.

Ser livre, deve ser viver sem medo de errar, viver sem pensar no que se passou e se preocupar apenas com o presente... viver sem vergonha de viver. Viver sem preocupações, sem sofrimentos, sem perdas, sem pesares, sem definições, sem... sem... sem nada. Sim, para ser livre por completo, para ter liberdade completa, é necessário não se ter nada.

Para ser LIVRE e ter essa liberdade tão procurada por todos é necessário se libertar, se livrar de tudo que te prende, repito, TUDO. Só a partir do momento em que não se lembra de erros do passado que podemos errar o mesmo erro, e só sem ter memórias de alguém que se pode viver sem preocupações. Sem ter nada nem ninguém você se liberta de qualquer perda. Afinal, é essa a liberdade que procura?

Parece duro enfrentar essa verdade, mas é necessário ser contada: A LIBERDADE TÃO DESEJADA NÃO EXISTE! Sim, não existe mesmo. Toda a liberdade que pode se ter, é a que se tem.
Mas vale apena não ser tão livre assim para poder se prender a quem ama, a memórias que deixamos e a tudo que escrevemos com nossas vidas.

Queria lhe fazer saber que toda a liberdade pela qual tem esperado já está em suas mãos... e não se prenda a pequenas coisas, saiba se libertar na medida do possível, sem se perder com isso, para pode aproveitar dessa liberdade.
Viver livre é fazer tudo que se pode, respeitando os laços de amor que te prendem.

Foto de Gustavo Vara

19 fevereiro 2011

JOSÉ

    E agora, José? A festa acabou, a luz apagou, o povo sumiu, a noite esfriou, e agora, José? e agora, você? você que é sem nome, que zomba dos outros, você que faz versos, que ama, protesta? e agora, José? 
    Está sem mulher, está sem discurso, está sem carinho, já não pode beber, já não pode fumar, cuspir já não pode, a noite esfriou, o dia não veio, o bonde não veio, o riso não veio não veio a utopia e tudo acabou e tudo fugiu e tudo mofou, e agora, José? 
    E agora, José? Sua doce palavra, seu instante de febre, sua gula e jejum, sua biblioteca, sua lavra de ouro, seu terno de vidro, sua incoerência, seu ódio - e agora? 
    Com a chave na mão quer abrir a porta, não existe porta; quer morrer no mar, mas o mar secou; quer ir para Minas, Minas não há mais. José, e agora? Se você gritasse, se você gemesse, se você tocasse a valsa vienense, se você dormisse, se você cansasse, se você morresse... Mas você não morre, você é duro, José! 
    Sozinho no escuro qual bicho-do-mato, sem teogonia, sem parede nua para se encostar, sem cavalo preto que fuja a galope, você marcha, José! José, para onde? 
    Drummond


    17 fevereiro 2011

    RAPOSINHA

    Nem tudo são flores... ainda mais se tratando de amores.

    Sempre procuramos o lado bom das coisas... como se algo nessa vida pudesse ser perfeito em todas as suas formas. E não por menos esperamos isso do amor, que ele seja sempre bom, duradouro e complementar.
    Pois digo com certeza e clareza que o amor é sim bom... mentira, ele é ótimo, a melhor coisa que se inventou. Ele é duradouro de uma forma diferente... o amor para uma vida cabe no espaço de um beijo. E o amor te complementa sem duvida alguma... este é um dos maiores problemas, pois ao perde-lo, o vazio se torna quase insuportável.

    Os momentos bons que o amor traz consigo é mais expressivo que o de amizades ou o amor de familiares... é algo novo mesmo já se tendo amado antes. São em coisas assim: abraços, correr da chuva, adotar uma pelúcia como filho, dormir juntos, noites acordados, beijos, festas, filmes, conversas, comer junto, bilhetes; que descobrimos que vale apena ter alguém para com quem dividir o seu tempo, que vale apena amar.

    Pode parecer pouco... mas quando se vive momentos intensos com alguém, o pouco se torna muito. O muito, pode ser até pouco perto do que se pode viver. E assim, nada mais faz sentido... a verdade poderia ser mentira, e quem ligaria? Afinal, você esta amando, e esta é toda verdade que se precisa ter, não?

    Bom, o que algumas pessoas esquecem de dizer, é que o amor também machuca e não é necessário terminar um relacionamento para sofrer.
    A mídia insiste em nos convencer que um casal que se ama vive uma vida perfeita, onde problemas se resolvem com beijos, onde dificuldade são superadas com apoio moral e onde o amor prevalece a tudo. Mas eles esquecem de dizer que o amor não é perfeito... ele tem suas falhas, e são grandes. E por não saberem que o amor não é perfeito, muito desistem de seus amores achando que não é grande o bastante.

    Pois bem, AMAR não é viver uma vida perfeita ao lado de alguém... AMAR também não é ter alguém que vai te ajudar a superar tudo em sua vida [faz parte... mas isso não é o principal]... AMAR, pois sim, é saber que mesmo o que te faz mal naquela pessoa é perdoável. AMAR é chorar, é chorar sim... por quem se ama, para poder acordar de alma limpa e continuar. AMAR é enfrentar você, em todas as suas fraquezas e medos, por alguém.... AMAR, amar... AMAR é aprender a ser feliz, não só ao lado de alguém, mas com você mesmo, por ver que tem alguém que é maior que qualquer problema em sua vida.

    E pra quem duvida... só posso te dizer uma coisa: AME, E ME DIGA VOCÊ MESMO O QUE É O AMOR!

    13 fevereiro 2011

    BORN THIS WAY

    É facil querer que o preconceito não exista e não fazer nada para que ele não exista.

    É realmente tenso escutar um homossexual falando: "A sociedade não esta pronta para nos aceitar". Sendo que ele mesmo não se aceita. Como assim? É simples, a pessoa só consegue ser o que é entre outros homossexuais, em baladas ou em locais fechados, mas finge ser alguém completamente diferente quando entre pessoas heterossexuais.

    Acho que todos concordom que é uma situação comum muitas pessoas que não são heterossexuais quererem esconder este fato. Não quererem contar para amigos e familia com medo do preconceito deles.
    Mas qual é a ideia de combate a preconceito? Sendo que ele mesmo não venceu o seu preconceito de achar que o amor que amigos e familiares tem com ele não é maior que a sua opções sexual.

    Conheço muitos que dizem que contar para a familia é o pior erro que cometeram, com tudo, conheço outros que dizem que sua mãe deu todo o apoio que ele poderia querer.

    Com uma das maiores personalidades do momento dando um apoio tão forte quanto Lady Gaga com a música Born This Way, espero mesmo que de forças a todos para poderem assumir esse mundo que é por direito de todos, sem medo ou vergonha.

    Trecho traduzido de Born This Way:
    "Não importa se você é gay, hetero ou bi
    Lésbica ou se é transexual
    Eu estou no caminho certo, baby
    Eu nasci para sobreviver
    Não importa se você é negro, branco ou amarelo
    Se é latino ou oriental
    Eu estou no caminho certo, baby
    Eu nasci para ter coragem
    Eu nasci assim, ei!
    Eu nasci assim, ei!"


    E que assim comece um novo momento... com ainda menos preconceito.

    06 fevereiro 2011

    ARREPENDIMENTOS

    Me arrependo muito das coisas que não escrevo quando vem em mim como algo natural. Frutos de meu pensamento cotidiano... sem esforço algum.

    Depois de pouco tempo que seja, os sentimentos não são mais os mesmos. As palavras não saem mais do meu coração para o papel, mas sim, da minha mente. Isto atrapalha qualquer criação.

    Não escrevo para lerem, nem para ser reconhecido... escrevo pois é necessário. É triste guardar em meu peito cansado de tantos cortes e cicatrizes, mais alegrias ou tristezas. Escrevo, por alivia a dor de viver... e ao mesmo tempo, reforço meus sentimento com a doçura das palavras.

    Escrever de forma sincera é muito mais do que passar sentimentos ao papel. Escrever de forma sincera... é viver pela caneta... é ser levado em corpo e alma para dentro de um mundo mais complexo que o Pais das Maravilhas. Escrever... reescrever... descrever... não importa como faça, todos eles são o ato de viver em você tudo o que o mundo nos dá chance de ser vivido.

    Me arrependo de verdade, por todos os momentos em que sou falso em minha verdade de pensamentos limpos e claros, aos quais faltam sentimentos... pois sei bem, que são de tais pensamentos que vivem os homens.  Pensamentos os quais, não me pertencem, pois eu vivo de sentimentos e ações, sem qualquer pensamento.