30 dezembro 2011

DECLARAÇÕES

Tão subitamente começou tudo... tão subitamente você preencheu meus dias, minhas noites e invadiu meus pensamentos e até meus sonhos... Tive medo de estar indo longe demais e estar alimentando um sonho que não seria compartilhado por ambos apenas em minha cabeça...uma ilusão. Faltou-me segurança e indicios de que eu poderia sim arriscar sem medo e alimentar sim este sonho, e diante da falta dum alicerce rígido.

No primeiro disturbio tudo desmorou... e a incerteza sobre será que ele liga pra mim como algo importante assim como eu ligo pra ele assim? ou será que sou um passatempo, uma peça de um jogo ? infelizmente essa incerteza tomou rumo a uma certeza... Certeza de que eu era um passatempo, em que voce decidiria "hoje não te quero, amanhã se me convir eu quero... Talvez tudo tenha sido súbito demais e não houve tempo de estabelecermos fortes alicerces.. e tão subitamente como começou desta mesma forma creio eu que terminou.

Mas agradeço por ter colorido meus dias e ter sido a causa unica de minha completa felicidade e desculpe-me por não ter conseguido alimentar tudo o que eu desejava para nós em minha cabeça... desejo que voce tenha todas as melhores coisas e companhias e tudo mais pq vc merece... amodorei conhecê-lo e curtir esse tempo.
Junior Macedo

[declaro aqui minha grande saudade desse amigo... e que amigo me foi, Lafayete]

29 dezembro 2011

ENQUANTO

E se enquanto os homens dormem... as estátuas dançassem?
E se enquanto os humanos concertam seus erros... os animais vivem o seus acertos?
E se enquanto as pessoas acham que sabem pensar... os deuses riem pela sua ingenuidade?
E se enquanto você se preocupa com o que eu sou... eu apenas sou, sem me preocupar?

E se algo ainda fizer sentido... eu vou fingir que não faz... pois assim vou entender!


25 dezembro 2011

EU PEDI VOCÊ

Mais um ano vem, e se eu pudesse pedir
Eu diria assim, pra manter o teu sorriso e o teu olhar

Em qualquer lugar que eu possa enxergar, aonde eu for

É que eu ouvi dizer que em noites assim tudo pode acontecer

Um momento bom, o teu cheiro em mim, faz lembrar de
Tudo que eu quero fazer

E eu não vou dizer que tudo foi em vão

Pois de todas as coisas que eu pedi no natal você é
Aquela que eu mais quero ter em minhas mãos
Restart


24 dezembro 2011

COMO SER EU MESMO

Do que eu gosto? Gosto de Ritmo e Blues... com ele, aprendi o Soul, Folk, Blues, Rock'n Roll... Descobri que gosto de coisas simples, que me levam com ela, simplicidade igual a do viver, que de tão simples se torna complexo... Gosto de vida e por isso sou complexo em minha simplicidade.

Paradoxos... é disto que sou feito, paradoxos. Tenho todos os opostos possíveis em mim, e ainda assim consigo ser simples o suficiente para ser entendido em apenas um olhar, porém, depois, se descobre que tudo que eu sou deixa de se ser.... Porém, as vezes torna a ser de novo, talvez como a Lua, que cada hora é uma coisa, mas é sempre igual, muda e muda, e sempre está lá, do mesmo jeito, no final.

De que tipo de pessoas eu gosto? 
De nenhum tipo em especifico... pelo contrário, gosto de ser surpreendido. Gosto de coisas naturais, espontâneas, simples... Gosto de pessoas que me atraem sem fazer nada, só por existir. Gosto de pessoas como gosto de musica, aquelas que de tão simples ficam complexas. Acima de tudo, gosto de pessoas de bom coração, pois isso sim é uma 

necessidade de se ter em alguém.

Eu sou feliz, não o tempo todo, lógico, mas quando devo ser... e só meu eu que sabe quando ser, um eu que eu mesmo desconheço. Esse eu que busco dentro de mim, que define minhas paixões, meus medos, minhas alegrias, meus prazeres... esse eu que me dificulta tanto, que teima em ser diferente dos outros, esse eu excêntrico que não larga mão de ser tão eu.

Quais suas datas preferidas? As datas que formam o dia de hoje, o unico dia em que não depende de ninguém para fazer o que eu quero, ser o que eu sou e mudar tudo que preciso mudar para tornar esse mundo viviveu para alguém como eu... um jovem louco, sem muita noção das coisas, mas que sabe ser feliz quando lhe é possível.

As vezes muito em mim se repete... por isso, repito filmes, textos, amigos, musicas. Mas afinal, se não os repeti-se, seria um sinal de que não fizeram nada em minha vida, não me marcaram, mudaram, não me adicionaram nada. É justo por isso que necessito aprender de novo com alguns filmes, rir de novo com uns amigos e repetir algumas das trilhas sonoras da minha vida.

Na verdade, acho que ninguém sabe como ser eu, principalmente eu...

23 dezembro 2011

CONCEITOS E RECEIOS

É impressionante como conseguimos sempre achar que somos bons cidadãos, quase um exemplo pelos seus conceitos e ações... E ainda acreditamos que não temos preconceito, e acreditamos de forma sincera. Eis o maior preconceito de todos, não admitir que somos preconceituosos por natureza.

Quanto mais exercito nos meus dias  a quebra de preconceitos que carrego comigo, mais enxergo outros preconceitos que tenho em mim, mas isso não é um problema, mesmo que meu preconceito se torne um conceito formado e eu não consiga derruba-lo, está tudo bem, desde que isso não dificulte meu convívio e não ocorra discriminação.

Sim, chegamos num ponto chave... É difícil admitir que temos preconceitos, é difícil aceitar que temos que conviver com eles de forma normal, mais que tudo isso, é necessário que se entenda que o preconceito não é um problema, mas sim a discriminação por causa deste.

Ainda não esta convencido que é um preconceituoso, que tal tentar mudar o ponto de vista:

16 dezembro 2011

A VIDA CONTINUA

"A infância esta perdida, A mocidade esta perdida, Mas a vida não se perdeu"

Pessoas vem e vão no meus dias... Amizades começam e não terminam, somem nesse mundo sem noticias reais. Os jornais dizem sobre o tempo, sobre a guerra, sobre o dinheiro, mas eu só queria saber das pessoas que amo, dos amigos perdidos e de como estão.

Me é tão difícil suportar a falta de braços conhecidos que me acolhem em épocas de alegria, de tormenta, de tudo... E eu quero correr atras, eu tento ir atras, mas a vida torna cada vez mais complicado e os leva ainda mais distante.

Tento compensar ausências em sexo e beijos, sem obter o resultado desejado. Não me adianta tentar achar alguém para ocupar meu coração, sendo que tenho tantas pessoas nele, pessoas o suficiente para alterar minha vida, mudar meus conceitos e transformar o verbo viver em sujeito.

Te amo... Te amo amigo, te amo irmão, te amo eu perdido nesse mundo... Te amo, me amo, AMO! Amo tanto e tantas coisas que meu coração não suporta a falta da recíproca de todo esse amor. É coração, agora sou eu e você contra esse mundão, vamos tentar não fraquejar.

"O primeiro amor passou, O segundo amor passou, O terceiro amor passou, Mas o coração continua"  Drummond

[cena do clipe Te Amo da cantora Vanessa da Matta]

16 novembro 2011

SOLUÇOS

Soluços são assim, mágicos, vem do nada e te oportunam por tempos e tempos. Sem se importar com seu  desejo, ficam de forma indeterminada, por mais que se tente fugir, ele só irá embora quando quiser.
E assim eles vem, te atormentam e vão embora, sem deixar marcas... Como alguns romances que vem apenas para te incomodar, atormentar por um certo tempo. Você tenta e tenta fugir, mas ele só vai embora quando quer.
Vai, sem deixar marcas... Triste soluço.


07 novembro 2011

CREPÚSCULO EM CHUVA

Com chegada do crepúsculo vem a chuva, encerrando o dia.
Sozinho em casa, sinto falta de uma companhia, o espaço vazio ao meu lado nesta pequena cama me atormenta.
Um beijo, um abraço, um toque... eu faria qualquer coisa por um pouco da sua presença.

Lá fora, a chuva lava as ruas. Em mim, as lágrimas lavam a alma.
Lá fora o entardecer desperta a calma. Em mim, a saudade desperta a tristeza.
Enfim, solitário me recuo as memórias de um dia te ter ao meu lado... e sem resposta alguma sua, torço pra que eu poça dormir com a música da chuva e sonhar com você.

29 outubro 2011

.: SUPLEMENTO :.

Minha rima faço pra você
Minhas rimas eu faço
 
pra tentar te expressar meus sentimentos,
as vezes faço sem porque,
tem vezes que faço pra te ver feliz
nem que seja por um breve momento.
Minhas rimas vem de meu coração,
Vem la de dentro do meu intimo.
Minhas rimas, é pra você minha declaração,
Minhas rimas chegam quando de você me aproximo.
Faço de você minha inspiração,
sendo você o grande amor a quem estimo.
Minhas rimas, estão no seu sorriso,
estão nas expressões de sua face,
Espressões estas que me fazem perder o juízo,
e fácil deixo que você me enlace.
Minhas rimas, me vem na madrugada
Hora em que te imagino na cama,
E sonho com o momento de minha chegada
Pra te ouvir falar que me ama.
Mês rimas são pra você.
Marcelo GS

22 outubro 2011

OLHA SÓ, MORENO

Olha só moreno
Do cabelo enroladinho
Vê se olha com carinho
Pro nosso amor.

Eu sei que é complicado
Amar tão divagarinho
E eu também tenho tanto medo.

Eu sei que o tempo anda difícil
E a vida tropeçando
Mas se a gente vai juntinho vai bem.

Eu não sei se você sabe
Mas eu ando aqui tentando
E a gente tem o eterno amor de alguém.

Eu me pergunto o que é que eu sou
Mas eu não sou mesmo nada
Eu me pergunto o que é que eu fiz
Mas eu não fiz mesmo nada
Eu penso tanto em desistir
Mas afinal, não ganhei nada.
Música de Mallu Magalhães


12 outubro 2011

.: SUPLEMENTO :.

Contra minha veia lançou:
todas as taças de cristal de boêmia;
sete anáguas engomadas;
os bisquis da penteadeira;
espinhos das rosas plásticas.
Na minha veia cava inoculou:
unhas, veneno, sangue, ferrões,
saliva, esperma.
Seu nome é impronunciável.
                Adriana Versiani

23 setembro 2011

TROCAS

Deixe-me tirar essa roupa surrada, essa roupa de ser eu, tão gasta e suja pela sujeira dos meus erros, dos meus dias, das minhas vidas. Deixe-me uma vez se quer tomar um banho demorado, me trocar, me arrumar, com calma e sem desesperos montar um novo eu.
Tudo se é um trabalho em ser... pois trabalhar em não ser também, seria quase impossível. Mas o que ser em meio a tantos seres? Dentro de mim vejo mil e um eus perdidos sem saber exatamente o que sou, o que fui e o que terei de ser. A cada dia sinto perder uma parte de mim, como uma flor que murcha e perde suas pétalas, sinto perder minhas pétalas a cada boca, a cada problema, a cada... A cada.
Como saber quais defeitos cortar, quais pensamentos renovar, quais desejos redesejar? Nunca se sabe qual defeito é a base de seu ser, nunca se sabe qual pensamento é você. Afinal, eu sou isso? Eu estou nisso? Como saber aonde devo me mudar se não sei nem onde estou?
Difícil entender o que não se pode ver... mas mais difícil é não ser o que se é. Ser é uma constante de mudanças oriundas de experiências e reflexões. É possível um jovem ser mais sábio que um idoso desde que ele saiba o que ele é e onde esta, sabendo olhar em si todas as respostas por trás de seus medos, erros, defeitos e lembranças.
Como não sou desses que consegue ser o que se deve ser, continuo em minha jornada aos poucos tentando trocar o meu eu sem mudar o que sou, de forma a não me perder do caminho que devo percorrer, mas sem parar no tempo e me tornar um ser que não é nada além de nada. Como disse Clarice alguma vez: “Encontrar na figura exterior os ecos da figura interna: ah, então é verdade que eu não imaginei: eu existo.

31 agosto 2011

UMA APRENDIZAGEM

" Mais uma vez, nas suas hesitações confusas, o que a tranqüilizou foi o que tantas vezes lhe servia de sereno apoio: é que tudo o que existia, existia com uma precisão absoluta e no fundo o que ela terminasse por fazer ou não fazer não escaparia dessa precisão; aquilo que fosse do tamanho da cabeça de um alfinete, não transbordava nenhuma fração de milímetro além do tamanho de uma cabeça de alfinete: tudo o que existia era de uma grande perfeição. Só que a maioria do que existia com tal perfeição era, tecnicamente, invisível: a verdade, clara e exata em si própria, já vinha vaga e quase insensível à mulher. "
Clarice Lispector

17 agosto 2011

.: SUPLEMENTO :.

ESPELHO

Todos deviam estavam dormindo. Mas cadê que ele tirava pelo menos um cochilo, pra me deixar em paz... Paz? Nem com rivotril, diazepan. Pelo menos enquanto esse safado estivesse no controle. Ah!... algumas páginas depois... Ele, com seu cheiro, sua língua, seu olhar me fuçando, e suas mãos e pernas e dentes e boca, e exausto. Só de lembrar, me desviro, me molho, me cavo. Socorro! Um mogadon! Preciso sumir por uns capítulos. Senão me acabo. E ele, agora, só me observando. Tem vouyeur de todo tipo. Mas esse é foda, literalmente. E vale por dois, três, sei lá, já perdi a conta. Porque, quando a gente pensa que ele arriou, aparece outro, e outro, e outro personagem – ou persona? E o fogo morro acima, engolindo, caniveteando – pra doer mesmo, ele diz – e outra vez subindo, consumindo, que nem rescaldo que ninguém consegue apagar. Depois, a puta sou eu, que não tenho culpa de ter nascido ás três da manhã, no meio de um monólogo interior (que dizem que é o que acontece quando a gente conversa sozinha, fala, desfala, e ninguém chama de doida), numa história sem pé nem cabeça – mas com muita sacanagem. Pelo menos todas as que pudermos imaginar, os todopoderosos de todas as páginas – autor, escritor, narrador, contista, poeta, personagem e, mais que todos juntos, você e sua quimera, sua cabeça de leão, seu corpo de cabra, sua cauda de serpente, suas narinas de fogo e seu desejo inconfesso e incontido, meu caro leitor.
Dagmar Braga


09 agosto 2011

ON THE BRIGHTSIDE

On The Brightside (tradução) - Never Shout Never

Eu conheci um homem de 60 centímetros de altura
Este homem era muito ambicioso
Em um mundo que é tão doentio para todos nós
Eu disse 'oi' e assim que ele respondeu
Ele disse 'ouça essas palavras'
Que eu tenho vivido por toda a minha vida

Você só é tão alto quanto o seu coração deixa ser
E você só é tão pequeno, quanto o mundo faz você
parecer
Quando as coisas correm mal e você sente como se
pudesse desmoronar
Apenas olhe pelo lado positivo. Você mede um metro e oitenta

Eu conheci um homem de 3 metros e meio de altura
Ele era como um gigante
Em um mundo que era desafiador de sua altura
Eu disse 'oi' e quando respondeu
Ele disse 'ouça essas palavras'
Que eu tenho temido toda a minha vida

Você só é tão alto quanto o seu coração deixa ser
E você só é tão pequeno, quanto o mundo faz você
parecer
Quando as coisas correm mal e você sente como se
pudesse desmoronar
Apenas olhe pelo lado positivo. Você mede um metro e oitenta

Eu sou um homem de um metro e oitenta
Procurando por respostas
Em um mundo que não responde nada
Eu irei dizer 'oi' mas sem resposta
Para as cartas que você escreve
Porque eu encontrei alguma paz de espírito

Porque eu só serei alto, se o meu coração me deixar ser
E sou tão pequeno quanto o mundo me faz parecer
Quando as coisas correm mal e eu sentir como se
fosse desmoronar
Eu irei olhar pelo lado positivo, e meu metro e oitenta de altura



07 agosto 2011

ERROS

Nada mais comum e simples que errar... e nada é mais necessário que errar.

Muitos se culpam por erros cometidos, pelos sofrimentos causados e afins. Torna-se uma constante cobrança uma vida de acertos eternos, como se errar fosse uma demonstração de falta de preparo, atenção e dedicação.

Essa necessidade de ser certo em tudo na vida me tira todo o prazer de poder viver uma vida de descobertas... pois parece que como outros já viveram algo parecido com o que vivo, eu tenho que escutar sobre seus erros e aprender com eles, aprender com erros alheios, em situações de uma vida que não me pertencem, que não cabe a mim saber o que foi que fez seu erro não ser um acerto.

Errar não deveria ser uma vergonha, mas um orgulho pessoal de ter-se dado ao esforço de tentar em seu máximo pessoal fazer o que ainda não se sabe com perfeição... errar é para mim uma grande demonstração de coragem pessoal.

Pois bem, errar me é talvez a coisa mais bela a qual me dou o trabalho diário... Pois sim, erro no amor, na dor, no estudo, no trabalho... e como erro. Ainda melhor, enxergo meus erros, tento admiti-los e não esconde-los como costumam fazer. Nada melhor que ver no que se esta errando para tornar cada erro um novo acerto.
Assim, acertar não me é simplesmente copiar receitas prontas de vidas alheias, mas sim, a demonstração de toda uma história do pouco que vivi, mas do muito que aprendi.

"O medo de errar muitas vezes nos leva ao erro, e o desejo excessivo de acertar nos rouba a naturalidade"


01 agosto 2011

INSÔNIA

O céu estrelado de adesivos no teto de meu quarto me faz companhia nas longas noites de tortura. Horas e horas passam dentro de casa minuto... a noite sabe ser longa como mais ninguém.
O casulo de meu coberto não me serve para tantas metamorfoses que sofro durante a noite, enquanto reflito, reflito, reflito.
No espelho da minha vida assistida, decido, desisto, insisto e não chego a nada.
E por aqui continua minha grande companhia de noites de frio... Insônia.
Gustavo Brito

19 julho 2011

.: SUPLEMENTO :.

PERDIDO

Desolado e sozinho
Na longa noite do lado
Onde a burma baixa e a neblina esfria,
O assovio de um barco
Chama e chora ao largo
Como um menino perdido
Em lágrimas e lástimas
Busca o abrigo de um peito
E o refúgio de uns olhos.

                Carl Sandburg, tradução de Tonico Mercador


NOVIDADES

Para um novo começo do blog decidi colocar uma nova sessão [pra quem não entendeu ainda temos a sessão VERSO SOLTO, que são pequenos versos de só quatro linhas comumente].
Essa deve conter poemas de outros autores, todos vindo do jornal literário SUPLEMENTO... logo esse será o nome da sessão. Espero que gostem da novidade.

Vocês devem ter reparado que gastei um bom tempo fazendo um novo logo e fundo para o blog, espero que as minhas fotos pessoais sejam de agrado de todos. Essas fotos representam quase tudo que me inspirou nessas poesias, toda essa vivencia com pessoas maravilhosas me deram muita força pra continuar.

Nem sempre escrever é fácil... as vezes a vida me surpreende e me tira por algum tempo o desejo de combinar as palavras. Nesse período da faculdade passei por isso de uma forma com a qual não soube administrar e por isso parei com o blog por um tempo.

Bom, agora aqui estou eu de volta de onde nunca devia ter me afastado...

27 março 2011

MELHORE PENSAMENTOS II

Assim como as Melhores Poesias, também temos uma nova seleção de Melhores Pensamentos, com o que foi considerado os melhores textos desde o post anterior:
http://gubrito.blogspot.com/2010/11/melhore-pensamentos.html

ARREPENDIMENTOS


RAPOSINHA


BORN THIS WAY


FREEDOM


A VERDADEIRA SACANAGEM


Assim retorno as atividades normais no blog, como novas poesias, prosas e pensamentos.

11 março 2011

VERSO

Ninguém sabe que coisa quer.
Ninguém conhece a alma que tem.
Nem o que é mal nem o que é bem.
Fernando Pessoa


01 março 2011

PARA QUE SERVE O AMOR?


A tradução da música "À quoi ça sert l'amour?" de Edith Piaf:


Pra que serve o amor?
A gente conta todos os dias
Incessantemente histórias
Sobre a que serve amar?

O amor não se explica
É uma coisa assim
Que vem não se sabe de onde
E te pega de uma vez

Eu, eu escutei dizer
Que o amor faz sofrer
Que o amor faz chorar
Pra que se serve amar?

O amor, serve pra que?
Para nos dar alegria
com lágrimas nos olhos
É uma triste maravilha

No entanto, dizem sempre
Que o amor decepciona
Que há um dos dois
Que nunca está contente

Mesmo quando o perdemos
O amor que conhecemos
Nos deixa um gosto de mel
O amor é eterno

Tudo isso é muito lindo
Mas quando acaba
Não lhe resta nada
Além de uma enorme dor

Tudo agora
Que lhe parece "rasgável"
Amanhã, será para você
Uma lembrança de alegria

Em resumo, eu entendi
Que sem amor na vida
Sem essas alegrias, essas dores
Nós vivemos para nada

Mas sim, me escute
Cada vez mais eu acredito
E eu acreditarei pra sempre
Que é pra isso que serve o amor

Mas você, você é o último
Mas você, você é o primeiro
Antes de você não havia nada
Com você eu estou bem

Era você quem eu queria
Era de você que eu precisava
Eu te amarei pra sempre
E a isso que serve o amor.
 


24 fevereiro 2011

FREEDOM

"Liberdade é uma palavra que o sonho humano alimente, não há ninguém que explique e ninguém que não entenda" Cecília Meireles.

Vejo tantos seres lutando pelo que chamam de liberdade, mas afinal, o que é liberdade?
Caberia muito bem aqui uma definição pronta de dicionários, ou vir com aquele papo de libertinagem. Bom, mas na verdade nada disso me importa, quero trazer o que pra mim seria liberdade.

Ser livre, deve ser viver sem medo de errar, viver sem pensar no que se passou e se preocupar apenas com o presente... viver sem vergonha de viver. Viver sem preocupações, sem sofrimentos, sem perdas, sem pesares, sem definições, sem... sem... sem nada. Sim, para ser livre por completo, para ter liberdade completa, é necessário não se ter nada.

Para ser LIVRE e ter essa liberdade tão procurada por todos é necessário se libertar, se livrar de tudo que te prende, repito, TUDO. Só a partir do momento em que não se lembra de erros do passado que podemos errar o mesmo erro, e só sem ter memórias de alguém que se pode viver sem preocupações. Sem ter nada nem ninguém você se liberta de qualquer perda. Afinal, é essa a liberdade que procura?

Parece duro enfrentar essa verdade, mas é necessário ser contada: A LIBERDADE TÃO DESEJADA NÃO EXISTE! Sim, não existe mesmo. Toda a liberdade que pode se ter, é a que se tem.
Mas vale apena não ser tão livre assim para poder se prender a quem ama, a memórias que deixamos e a tudo que escrevemos com nossas vidas.

Queria lhe fazer saber que toda a liberdade pela qual tem esperado já está em suas mãos... e não se prenda a pequenas coisas, saiba se libertar na medida do possível, sem se perder com isso, para pode aproveitar dessa liberdade.
Viver livre é fazer tudo que se pode, respeitando os laços de amor que te prendem.

Foto de Gustavo Vara

19 fevereiro 2011

JOSÉ

    E agora, José? A festa acabou, a luz apagou, o povo sumiu, a noite esfriou, e agora, José? e agora, você? você que é sem nome, que zomba dos outros, você que faz versos, que ama, protesta? e agora, José? 
    Está sem mulher, está sem discurso, está sem carinho, já não pode beber, já não pode fumar, cuspir já não pode, a noite esfriou, o dia não veio, o bonde não veio, o riso não veio não veio a utopia e tudo acabou e tudo fugiu e tudo mofou, e agora, José? 
    E agora, José? Sua doce palavra, seu instante de febre, sua gula e jejum, sua biblioteca, sua lavra de ouro, seu terno de vidro, sua incoerência, seu ódio - e agora? 
    Com a chave na mão quer abrir a porta, não existe porta; quer morrer no mar, mas o mar secou; quer ir para Minas, Minas não há mais. José, e agora? Se você gritasse, se você gemesse, se você tocasse a valsa vienense, se você dormisse, se você cansasse, se você morresse... Mas você não morre, você é duro, José! 
    Sozinho no escuro qual bicho-do-mato, sem teogonia, sem parede nua para se encostar, sem cavalo preto que fuja a galope, você marcha, José! José, para onde? 
    Drummond


    17 fevereiro 2011

    RAPOSINHA

    Nem tudo são flores... ainda mais se tratando de amores.

    Sempre procuramos o lado bom das coisas... como se algo nessa vida pudesse ser perfeito em todas as suas formas. E não por menos esperamos isso do amor, que ele seja sempre bom, duradouro e complementar.
    Pois digo com certeza e clareza que o amor é sim bom... mentira, ele é ótimo, a melhor coisa que se inventou. Ele é duradouro de uma forma diferente... o amor para uma vida cabe no espaço de um beijo. E o amor te complementa sem duvida alguma... este é um dos maiores problemas, pois ao perde-lo, o vazio se torna quase insuportável.

    Os momentos bons que o amor traz consigo é mais expressivo que o de amizades ou o amor de familiares... é algo novo mesmo já se tendo amado antes. São em coisas assim: abraços, correr da chuva, adotar uma pelúcia como filho, dormir juntos, noites acordados, beijos, festas, filmes, conversas, comer junto, bilhetes; que descobrimos que vale apena ter alguém para com quem dividir o seu tempo, que vale apena amar.

    Pode parecer pouco... mas quando se vive momentos intensos com alguém, o pouco se torna muito. O muito, pode ser até pouco perto do que se pode viver. E assim, nada mais faz sentido... a verdade poderia ser mentira, e quem ligaria? Afinal, você esta amando, e esta é toda verdade que se precisa ter, não?

    Bom, o que algumas pessoas esquecem de dizer, é que o amor também machuca e não é necessário terminar um relacionamento para sofrer.
    A mídia insiste em nos convencer que um casal que se ama vive uma vida perfeita, onde problemas se resolvem com beijos, onde dificuldade são superadas com apoio moral e onde o amor prevalece a tudo. Mas eles esquecem de dizer que o amor não é perfeito... ele tem suas falhas, e são grandes. E por não saberem que o amor não é perfeito, muito desistem de seus amores achando que não é grande o bastante.

    Pois bem, AMAR não é viver uma vida perfeita ao lado de alguém... AMAR também não é ter alguém que vai te ajudar a superar tudo em sua vida [faz parte... mas isso não é o principal]... AMAR, pois sim, é saber que mesmo o que te faz mal naquela pessoa é perdoável. AMAR é chorar, é chorar sim... por quem se ama, para poder acordar de alma limpa e continuar. AMAR é enfrentar você, em todas as suas fraquezas e medos, por alguém.... AMAR, amar... AMAR é aprender a ser feliz, não só ao lado de alguém, mas com você mesmo, por ver que tem alguém que é maior que qualquer problema em sua vida.

    E pra quem duvida... só posso te dizer uma coisa: AME, E ME DIGA VOCÊ MESMO O QUE É O AMOR!

    13 fevereiro 2011

    BORN THIS WAY

    É facil querer que o preconceito não exista e não fazer nada para que ele não exista.

    É realmente tenso escutar um homossexual falando: "A sociedade não esta pronta para nos aceitar". Sendo que ele mesmo não se aceita. Como assim? É simples, a pessoa só consegue ser o que é entre outros homossexuais, em baladas ou em locais fechados, mas finge ser alguém completamente diferente quando entre pessoas heterossexuais.

    Acho que todos concordom que é uma situação comum muitas pessoas que não são heterossexuais quererem esconder este fato. Não quererem contar para amigos e familia com medo do preconceito deles.
    Mas qual é a ideia de combate a preconceito? Sendo que ele mesmo não venceu o seu preconceito de achar que o amor que amigos e familiares tem com ele não é maior que a sua opções sexual.

    Conheço muitos que dizem que contar para a familia é o pior erro que cometeram, com tudo, conheço outros que dizem que sua mãe deu todo o apoio que ele poderia querer.

    Com uma das maiores personalidades do momento dando um apoio tão forte quanto Lady Gaga com a música Born This Way, espero mesmo que de forças a todos para poderem assumir esse mundo que é por direito de todos, sem medo ou vergonha.

    Trecho traduzido de Born This Way:
    "Não importa se você é gay, hetero ou bi
    Lésbica ou se é transexual
    Eu estou no caminho certo, baby
    Eu nasci para sobreviver
    Não importa se você é negro, branco ou amarelo
    Se é latino ou oriental
    Eu estou no caminho certo, baby
    Eu nasci para ter coragem
    Eu nasci assim, ei!
    Eu nasci assim, ei!"


    E que assim comece um novo momento... com ainda menos preconceito.

    06 fevereiro 2011

    ARREPENDIMENTOS

    Me arrependo muito das coisas que não escrevo quando vem em mim como algo natural. Frutos de meu pensamento cotidiano... sem esforço algum.

    Depois de pouco tempo que seja, os sentimentos não são mais os mesmos. As palavras não saem mais do meu coração para o papel, mas sim, da minha mente. Isto atrapalha qualquer criação.

    Não escrevo para lerem, nem para ser reconhecido... escrevo pois é necessário. É triste guardar em meu peito cansado de tantos cortes e cicatrizes, mais alegrias ou tristezas. Escrevo, por alivia a dor de viver... e ao mesmo tempo, reforço meus sentimento com a doçura das palavras.

    Escrever de forma sincera é muito mais do que passar sentimentos ao papel. Escrever de forma sincera... é viver pela caneta... é ser levado em corpo e alma para dentro de um mundo mais complexo que o Pais das Maravilhas. Escrever... reescrever... descrever... não importa como faça, todos eles são o ato de viver em você tudo o que o mundo nos dá chance de ser vivido.

    Me arrependo de verdade, por todos os momentos em que sou falso em minha verdade de pensamentos limpos e claros, aos quais faltam sentimentos... pois sei bem, que são de tais pensamentos que vivem os homens.  Pensamentos os quais, não me pertencem, pois eu vivo de sentimentos e ações, sem qualquer pensamento.

    28 janeiro 2011

    AMPULHETA

     Vida... 
         Ela é um ampulheta... após ser virada, cada grão de areia que cai, não retorna. É um grão a menos para ser vivido.
    Algumas vezes um grão entala... nós humanos chamamos isso de coma. Outras vezes, por descuido, vontade ou acaso a ampulheta se quebra antes da areia acabar de escorrer. Esses, não por usarem de menos tempo tem uma vida menos plena.
    Quando os grãos escorrem todos, do céu a terra, nada resta além de histórias do que se viveu.

    Caberiam aqui inúmeras citações, de inúmeros autores... mas afinal, os escritores escrevem a mesma coisa de tantas formas diferentes, que não faria diferença.
    Mas não digo que você deve viver cada dia como o ultimo, menos ainda, como se tivesse um amanhã. Cada dia deve ser vivido, ponto.

    Todo dia deve ser gozado como nos for permitido, mas não sem guardar gozo pro dia seguinte. Afinal, todo dia tem direito ao seu gozo próprio...


    [texto inspirado no filme "AS MELHORES COISAS DO MUNDO" que indico com segurança a todos]

    17 janeiro 2011

    ESPERA

    Chego em casa... ele esta no sofá, me olha profundamente. Sinto, sem mesmo ele precisar se expressar, que ele sentiu minha falta, que os minutos em que estive longe foram uma eternidade para ele.

    Com calma me aproximo, sem pressa alguma. Sei que para cativar alguém não se pode ser apressado. Passo a mão no seu rosto, escorrego até seu pescoço... acaricio seu corpo divagar, curtindo cada uma de suas curvas. Logo ele se rende ao meu carinho, deita e me deixa acariciar a sua barriga. Me aconchego a seu corpo... aproximo meu rosto ao dele. Costas, barriga, peito, quantos mais o acaricio, mais ele amolece e se entrega a mim.

    Quando ele esta entregue por completo, me levanto, como se ele não estivesse ali e saio para a cozinha. Ele me segue e insiste em pedir atenção... eu finjo que não estou ligando. Adoro quando ele me pede mais carinho.

    Volto ao sofá, ele se senta do meu lado, deita em meu colo, suplicando mais carinho. Eu não resisto e faço mais carinho... ele se aconchega cada vez mais ao meu corpo. Em pouco tempo começa a emitir sons, aquele bom ronronar dos gatos.

    Depois de muita carícia ele se cansa e sai do meu colo com um pulo e continua sua vida, como se eu não existisse.

    TRAGÉDIA

    Com a facilidade de comunicação disponibilizada por redes re relacionamento fica fácil diceminar idéias incompletas, feitas por um senso comum não pensante, com palavras sempre ouvidas, que fazem parecer aquilo verdade. Pois não se deixa levar pela falta de pensamento alheio.

    Seguia em meu twitter um jovem, estudante de medicina, de certa forma famoso por um relacionamento com um exBBB e algumas twitcam’s bem apimentadas. Realmente me divertia muito com algum de seus tiwtees, porém ontem li o seguinte texto: “E paisinho pobre de merd* o nosso, pagamos fortunas em imposto e quando acontece uma desgraça somos nós ainda q devemos doar tudo." [adaptado] 

    Minha reação logo foi um UNFOLLOW imediato. A pergunta aparente seria, o porquê de meu ato, já que parece a muitos verdadeira a frase... eu perguntaria de volta:
    Quem paga os bombeiros que trabalham nos escombros?
    Quem paga os profissionais da saúde que atendem os feridos?
    Quem paga os policiais que ajudam a população?
    Quem paga os soldados que também ajudam a população?

    Eu odeio falar de política, mas me irrito quando alguém não pensa um pouco antes de falar. Quantos gastos o governo tem, em um pais tão grande, com tantas dificuldade.
    Quantos países ao sofrerem calamidades pedem ajuda internacional? Nada mais justo do que a população atuar como puder, pois ninguém poderia se prevenir, morador ou governo, com a maior tragédia clima tica do país. Algo nunca antes vivido...

    Talvez esse rapaz não se lembre de alguns fatos históricos que mostram que a força do governo, na verdade, não chega nem perto da força da população. O nação não é formada por políticos, mas sim por indivíduos com trabalhos simples, que tem muitos mais poder unidos do que qualquer prefeito ou presidente.

    Bom, se um estudante de medicina, que teoricamente teve uma boa formação, culto e com capacidade de raciocínio lógico; joga toda a culpa da maior tragédia climática vivida em uma pais em cima do governo. Não vejo por onde questionar uma pessoa que desprovida de boa formação, cultura e com pouca renda; construiu sua casa onde pode construir.



    [já era de meu desejo escrever um texto similar, mas tive a razão perfeita para ele ir pro papel neste momento]

    13 janeiro 2011

    CAMEDOTE

    - Você é o meu camedote.
    - E o que significa camedote?
    - E faz diferença? Eu te amaria, não importa o que você fosse.



    [não é a minha cara esse texto, mas foi um sonho... sonhos são sempre bem vindos, eu acho]